Acessos

BITCOIN $

segunda-feira, 26 de setembro de 2011


ROCK IN RIO
(...)

 

Muito bem amigos, estou aqui de "boca aberta" com a voz desse cara (Marc Martel) ele  ressuscitou o Fred Mercury.. simplesmente impressionante! E o Rock in Rio não podia ficar sem o Queen.
Assistam e escutem  a performance do Marc Martel
 Somebody to love -  por Marc Martel

Marc Martel cantando Bohemian Rhapsody


Aguarde...
em breve relato de amigos que estiveram lá!

Rock in Rio,
EU NÃO FUI.

Um recado para a nova geração de roqueiros(as)

Acabei de ler uma matéria muito interessante do meu amigo e musico Filipe Duarte (Banda Seawalker) onde ele manda ver um recado para a galera jovem que "se diz" roqueiro(a) pelo simples fato de fumar, beber, se esbaldar e achar que isso é uma atitude rocker

Abaixo um  trecho da matéria onde ele diz o seguinte:

Ser roqueiro não é simplesmente fumar e ficar bêbado, como muitos aí parecem querer acreditar. Se vocês realmente gostam de Rock e Heavy Metal, eu recomendo vocês tomarem outras atitudes, além destas que vocês já tomam e julgam corretas.
Conheçam o Rock. Nem sempre o acesso a música foi tão fácil como agora. Então, já que a revolução na indústria musical realmente parece não ter volta, acessem as discografias das bandas que vocês dizem gostar e ouçam os discos que elas já lançaram. Vocês que se dizem fans de Axl Rose, e acham ele um cara muito fodão... Por acaso, já ouviram o Appettite for Destruction? O Lies? Sem contar os Ilusions? Saberiam diferenciar os timbres dos solos do Slash e do DJ Ashba ou do Bumblefoot? Aliás, vocês sabem quem são estes dois últimos citados? 
Aliás, vocês sabem como foi que a banda surgiu, o que aconteceu na fase que antecedeu o sucesso deles?

Não deixe de ler na íntegra em

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Festival Transborda - CHAKAL -


Domingo dia 18 de Setembro de 2011. 
Primeira visão do publico
Chegamos por volta da 16:30 na Praça do Papa em Belo Horizonte e o "frio já estava dando as caras".
A Praça do Papa começava a ser ocupada

O som rolando solto no fim de tarde,melodias diferenciadas e outras tribos presentes.
Em meio a toda aquela diversidade, a praça foi sendo ocupada pacificamente.
Rafael, Taty do "DSH", Rony Stones, a modelo Cibele Regina
Publico feliz!
Nos encontramos com muitos amigos que iam chegando aos poucos e buscando o melhor lugar  pois logo, logo, a noite ia cair e pelo jeito, o frio não ia dar "trégua".
Integração total
Evento excelente, muito bem organizado pelo Coletivo Pegada - UFMG - entre outros parceiros.
Um palco inteligente, onde as bandas dividiram a vez em shows dinâmicos. 
o publico na expectativa do Chakal
LedaRocker passeou por entre as pessoas capturando imagens daquele momento único.
Vimos a roupagem do 'Festival Transborda", Artes Transversais em seu ultimo dia de "reboliço."
hahahaha.. o Pãozinho está em todas!!!
Muitos abraços e reencontro com a galera
"Headbanger" da capital mineira e  de cidades vizinhas. 
Frio, alegria, bebidas geladas e muita fumaça no ar. 
Cristian (banda Sexual Healing) e Lêda Rocker
O público aguardava com ansiedade a entrada da banda CHAKAL que prometia ser o ápice do evento. 
veja mais sobre a banda em http://ledarocker.blogspot.com/2011/09/banda-da-semana-chakal.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+LdaRocker+%28L%C3%AAda+Rocker%29
Finalmente, CHAKAL! 
Para o delírio e celebração do rock in roll..  

Subiu ao palco mostrando os 25 anos de estrada e maturidade,abrindo o show com a sonzeira Metal : Intro,  e na sequência War Drums, 
 

e a galera Headbanger abraça Chakal

tocaram Christ in Hell, Possessed Landiscape (nova), Flowers on Your Grave, Morlocks will Rise, Anubis(nova), Demon King
 



 Ninguém ficou parado. 
Já se formava o "extreme mosh" e a galera "headbangeando" sem parar!  A emoção e alegria seguia com o ritmo pesado do Trash Metal! Teve até batizado do novo integrante, o baixista Cassio Corsino!
batidores após o show

Domingo de "delírio total" proporcionado por organizadores,parceiros, artistas e publico consciente de que: 
Leda Rocker e Vladmir Korg - Chakal
 

"Só pode existir a cena se houver Movimento" Lêda Rocker

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Eleições para o "Conselho Municipal de Cultura de Belo Horizonte"
Promovido pela Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, aconteceu no domingo dia 18 de setembro, eleição regional para membros do primeiro Conselho Municipal de Cultura de Belo Horizonte.
LêdaRocker se inscreveu como candidata a vaga de representante regional Noroeste.
parte de seus discurso:

"Pretendo fazer a minha parte na fiscalização e avaliação, na execução do Plano Municipal de Cultura, fazer cumprir o direito a cultura na nossa cidade. Me comprometo a  colaborar nas  diretrizes e acompanhar  os meios de financiamento da cultura junto ao Fundo de Projetos Culturais.
Lêda Rocker e Fernando (membro eleito área de musica)
Caminhar junto com a Fundação Municipal de Cultura e acima de tudo representar os produtores musicais e artísticos, poetas e músicos.

Tenho comigo que a Cultura é um dos alimentos da alma e deve ser tratada com a devida relevância.  Agradeço a oportunidade e obrigado a todos os presentes".
Candidatos, entre eles Aristóteles (Legado Blues) e Lêda Rocker
NO DIA 07 DE SETEMBRO DE 2011 O MERCADO CENTRAL DE BELO HORIZONTE - MG - BRASIL COMEMOROU 82 ANOS

Bar Requinte - Mercado Central de BH
Anteriormente denominado Mercado Municipal de Belo Horizonte, pertencia à Prefeitura da cidade e foi criado em 07 de setembro de 1929, pelo então prefeito Cristiano Machado.

Olha a cara de feliz indo para o Mercado Central
Juntamente com alguns comerciantes, seu administrador, na época o Sr. Alcides Régis, promoveu a 1ª comemoração da Páscoa dos Comerciantes em 20 de junho de 1954. 
Robinson,Cibele, Paulo e Tatiane
 
Belo Horizonte era uma jovem cidade de 31 anos quando um prefeito empreendedor resolveu reunir, num só local, os produtos destinados ao abastecimento dos seus 47.000 habitantes.

Paulo e o Coração Metal

Havia, nessa época, duas feiras: a feira da Praça da Estação e a feira da praça da atual rodoviária. 
Foi assim que o Mercado Central nasceu, em 07 de setembro de 1929. O prefeito Cristiano Machado reuniu os feirantes num terreno de 22 lotes, próximo à Praça Raul Soares, centralizando o abastecimento da cidade. 
As barracas de madeira se enfileiravam nos 14.000 m2 do terreno descoberto, circundado pelas carroças que transportavam os produtos. 


Um conselho: se beber, não dirija!
O Mercado, a cada dia, ampliava suas atividades, expandia seus negócios e se transformava em um núcleo não só de produtos alimentícios, mas também de artesanato e comida típica.
 
 




Lêda Rocker, Clicinha Valadares e Luciana Dias

 
 Você deve estar se perguntando agora: - Mas, afinal? O que tem haver o Mercado Central de Belo Horizonte com o mundo "rock and roll"?
 Eu "de cara" lhe respondo:
Tudo haver! Porque o rock não é só musica, é também expressão,cultura,história, movimento, atitude e encontro com os amigos, né não?!

 






Direto da redação
Lêda Rocker

fonte : http://www.mercadocentral.com.br/index.php?page=lojas

sábado, 17 de setembro de 2011

Transborda- Festival de Artes Transversais - 10 a 18 de Setembro 2011

 O Festival


9 dias,
13 espaços,
51 bandas,
6 oficinas,
8 debates,
6 coletivos,
2 intervenções urbanas:
segura!

:D


A segunda edição do Transborda – Festival de Artes Tranversais – acontece em Belo Horizonte, entre os dias 10 e 18 de setembro. O evento é fruto da produção colaborativa proposta pelo Coletivo Pegada, ponto de articulação do Circuito Fora do Eixo na capital mineira. A proposta do festival esse ano é ser uma plataforma para agregar diferentes iniciativas, estimulando grupos, instituições e pessoas interessadas na conceituação e construção da programação do festival. O programa completo pode ser consultado no site www.festivaltransborda.com.br


Neste ano, o Transborda é norteado pelo tema da ocupação dos espaços públicos. O conceito carrega não só a ideia da apropriação da cidade por seus habitantes, como da democratização do acesso a bens culturais, abertura e possibilidade de circulação pela cidade e o deslocamento dos lugares privilegiados de fruição artístico-cultural.

Pensando nisso, foram eleitos como locais de ocupação os Centros Culturais Municipais, a Universidade Federal de Minas Gerais, casas de shows, espaços culturais, teatro, praças e ruas da cidade. A programação ocorre simultâneamente em vários desses espaços. Debates, oficinas, exposições, shows e intervenções urbanas compõem as atividades realizadas durante os dias do evento.
mais informações em 
http://festivaltransborda.com.br

Destaque para a 
Banda Chakal
Praça do Papa dia 18/09 a partir das 16 horas

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

BANDA DA SEMANA ----- > CHAKAL!

 
É moçada!!!

Domingo agora o metal "vai comer"!
LedaRocker 
homenageia a banda

CHAKAL
 Death Metal / Metal / Thrash 

Banda Mineiraça da melhor qualidade sonora
 Belo Horizonte, Minas Gerais, BRASIL
Chakal se apresenta neste dia 18 de setembro vai "fazer a cabeça" dos "headbangers" deste nosso Horizonte! 

A Praça do Papa vai  "abraçar" 
o que há de melhor do Metal Mineiro!
 
Que venha  
CHAKAL!


\m/
LedaRocker

Chakal lança clipe de 

Possessed Landscape



por Christiano Gomes


Os últimos meses foram de reclusão total e muito trabalho no Chakal. A banda fez uma verdadeira imersão para as gravações do novo disco, sucessor do excelente Demon King. Sem lançar material inédito desde 2004, a banda retorna em breve com o álbum "Destroy! Destroy! Destroy!".
O disco marca a estreia do novo dono das 4 cordas, Cássio Corsino, ex-Ragnarock, que ocupa a vaga de Giuliano Toniolo, que deixou a banda para se dedicar a projetos particulares. Cássio entrou na banda no início do ano após uma "peneirada" realizada pelos integrantes.
O primeiro single retirado do novo álbum é Possessed Landscape (The Island of Dead), faixa que ganhou clipe produzido pela Autumn filmes e dirigido por Luciano Marcenes.
O Mondo Metal tem a honra de fazer a estreia exclusiva do novo clipe do Chakal. Com vocês 


Possessed Landscape!


mais sobre a história do Chakal



O Chakal é uma banda de Death/thrash metal de Belo Horizonte. Fundada no início da década de oitenta, a banda teve importante papel na construção da cena Heavy Metal de Belo Horizonte. Suas influências do velho metal (Judas Priest, Van Halen e Black Sabbath) já estão presentes na sua estréia na coletânea WARFARE NOISE (COGUMELO 1985). Com o lançamento do álbum ABOMINABLE ANNO DOMINI (COGUMELO,1987), o Chakal sublinha seu diferencial diante das bandas mineiras e começa a trilhar sua carreira, lotando shows pelo Brasil e surgindo como grande promessa no cenário da música pesada brasileira. O álbum Abominable Anno Domini até hoje é referenciado por grandes nomes do metal mundial como um grande clássico da geração oitentista do metal sul americano. As letras gritadas com ódio pelo vocalista Vladimir Korg eram harmonicamente balanceadas pelas guitarras de Mark e Pepeu e a bateria feroz de Wiz. A cena apocalíptica das letras de Abominable Anno Domini, misturavam filmes de terror e o horror de uma guerra nuclear, receio muito comum na época da guerra fria e tema recorrente nas principais bandas de heavy metal daquela época.
O EP LIVING WITH THE PIGS de 1988, trouxe uma divertida e irônica capa no formado de 7”: lobos esfomeados assam três porquinhos, em um desenho que lembra as figuras de quadrinhos infantis.O resultado: thrash metal ousado, criativo, original e com solos virtuoses.
Após mudança de formação, com a saída de Vladimir Korg, o Chakal lança um primoroso disco de thrash metal. Em 1990 o disco THE MAN IS HIS OWN JACKAL (COGUMELO), elogiado pelos complexos trabalhos de guitarras, os riffs criativos e os solos extremamente inteligentes, no exterior, a crítica festejava as letras inteligentes e originais . A crítica termina pedindo que o dia do Chakal chegue rápido para o bem de todos. Esse álbum também teve boa execução em rádios da Europa
Em 1991 a banda lança o trabalho DEATH IS A LONELY BUSINESS (uma gravação primorosa). Há toques de death metal, mas também um pouco de influências exóticas. A banda continua com uma grande variação temática e musical, sempre com destaque para as guitarras virtuoses. As letras, irônicas e ásperas, continuam sendo comentadas pelas revistas especializadas.
Após um hiato, Vladimir Korg reassume os vocais com um roteiro sobre mortos vivos nas mãos, baseado na Trilogia dos Mortos de George Romero. Com o intuito de fazer uma espécie de trilha sonora para esse roteiro,o Chakal se
reformula e com Drews no Baixo e Andrevil nas guitarras, eles mergulham num denso metal atmosférico que resulta em seu trabalho mais polêmico, DEADLAND, um álbum conceitual e caprichosamente trabalhado graficamente com faixas multimídias e fotos estarrecedoras da banda transformada em zumbis. A capa traz o baterista Wiz magnificamente maquiado. Mark faz um dos poucos solos do álbum como convidado. Vários shows pelo Brasil e o reconhecimento da crítica sobre a volta triunfal da banda á cena metal brasileira, volta à banda o seu filho pródigo:o guitarrista Mark. A banda tem novo baixista também,Giuliano Toniolo que trouxe a banda elementos de caracterização e performance de palco inesquecíveis. A bamda lança um álbum histórico : DEMON KING ( COGUMELO, 2006). O álbum vocifera criticas políticas misturadas com satanismo e ironia. As letras profetizam coisas como “...e quando o ultimo papa do velho século morrer começará a era do rei demônio.” E ironiza a sociedade americana de forma ácida. O álbum recebeu críticas fervorosas e foi considerado um álbum histórico na discografia da banda. O Chakal teve oportunidade de dividir o palco com grandes nomes do metal mundial como SLAYER, DESTRUCTION,SODOM e VADER,
2011 chega então, e a banda se acha com a maturidade suficiente para entrar em estúdio e gravar outro trabalho e com a responsabilidade de ser o sucessor do emblemático DEMON KING. O nome desse álbum; DESTROY ! DESTROY ! DESTROY ! O álbum promete temas sombrios e paisagens de terror. A primeira música, a demo, Possessed Landscape já reflete a fúria do que esta por vir e pode ser conferida e baixada no endereço http://soundcloud.com/chakal-2/chakal-possessed-landscape .
Além do álbum, um documentário da banda esta sendo feito em comemoração aos seus 25 anos de existência, pelos jornalistas do site especializado Mondo Metal.
Atualmente o Chakal é
Vladimir Korg – Vocal
Mark – guitarras
Andrevil – Guitarras
Cássio Corsino – Baixo
Wiz - Bateria



      Mais  amostras do que vai rolar no domingo 18/09! 



    E não é só isso!
    Estarei marcando presença neste evento, para reencontrar os amigos, registrar a cena e trazer novidades mais recentes do
    CHAKAL!




    Pelo Mundo

    Pagina inicial

    https://static1.freebitco.in/banners/728x90-3.png