Acessos

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Rocker, Poser e True

Leo Garibaldi/ Devildust
Galera ... o Leo Garibaldi  (vocalista da banda Devildust) começou um post no Facebook  que faz a gente refletir:
  • O que é ser Rocker?
  • Quem é "Poser"? 
  • Quem é true? 
 
 
Usando meu comentário ao "post" dele eu começo o meu agora.

Na minha sincera opinião ... todo mundo tem suas fases e isso é que da graça a essa coisa toda ... no inicio as bandas pops, os tubão(es), a pracinha com a galera, os shows de banda underground em buteco ... isso era divertido pakas !!! depois os shows de bandas mais conhecidas, os shows no matreco, a galera no buteco copo sujo.. .... e por agora (pelo menos pra mim) ... o barzinho .. a galera "selecionada" ... os shows grandes de bandas fodas em estádios ou grandes casas de show ... acho que todas essas fases são "dukralho" ... e sempre que posso do uma passadinha nas duas primeiras uma vez ou outra !!!

O que não pode é parar e dizer já fui roqueiro, hard, metal, black, punk etc ... pq não acho que existe ex roqueiro ... ou é ou nunca foi ... e isso não significa que não podemos mudar ou evoluir ... muito pelo contrario!! Com a sociedade toda nos julgando e nos tarjando como pessoas alienadas, o rock nos traz mais condições e vontade para mudar e nos reinventar sempre ... não acho que alguém nasce curtindo Maiden e morre ouvindo APENAS Maiden ... vejo cada vez mais pessoas reinventando o rock a cada dia ... umas bem sucedidas, outras menos ... mas uma coisa é certa ... o espirito de rebeldia e a inspiração que ajudaram a criar tudo isso nunca vai desaparecer ... portanto ... pra mim essa historia de que o rock morreu ou vai acabar é apenas uma desculpa para aquelas pessoas que nunca foram realmente rockers poderem se afastar do Rock sem serem tarjados de "posers" ou algo assim ...

Uma coisa eu sei ... eu sou Rocker e isso faz parte de mim ... e a minha parte eu vou fazer ...

Sempre !

Long live to Rock'n Roll !!!
Liws B. Pereira
Liws 1o. da esquerda para a direita, Eu, o Alexandre (irmão do Lewis) e o Brankko, (Guitarrista do Devildust)
Bem pessoal, quanto palavras  "Poser", "True", Rocker no meu entender,são apenas rótulos para identificar estilos que na verdade é como diz o amigo Liws,todo mundo tem suas "fases" sendo que algumas delas marcam para sempre a história de nossas vidas. Se o rock não morreu até hoje, e se reinventa a cada geração, outros rótulos irão surgir, pois no passado eram"Hippies", "Punks"... mas o que importa?!Tenho comigo que Rock  é uma "iniciação eterna".

4 comentários:

Anônimo disse...

Todas as etapas de formação intelctual que passamos, sejam elas musical ou não, são constantemente indexadas à nossa atual pesonalidade mutante. Quem levantar mão e bater no peito e dizer que a cada dia não se absorve algo novo, não consegue ter pra si uma boa auto-análise de quem de fato é.

Mas é fato que mudamos a cada dia e COM estas mudanças,ao longo do tempo, tendemos a nos tranformar em pessoas que nem mesmo nós nos reconhecemos, como às vezes, quando nos vemos em fotos antigas e nos indagamos "eu sou esse mesmo aí dá foto"?!

Toda essa mescla de tudo que já viveu, aprendeu e que agora se mostram com mais convicção quando vc se olha no espelho. O que vc quer; o que vc gosta, e quem vc é. E é nessa hora que vc vsi se dar conta que ser "rocker" de verdade, é conjunto de tudo que vc selecionou dentro das experiências que até então viveu,sem se comparar com o outros, pq cada um vive cada coisa ao seu tempo. E de nada há de se envergonhar, pq viver é sempre positivo, te acrescenta algo mesmo se for pra vc descobrir aquilo que vc não é ou não quer ser. Não há pq renegar um passado ou ou subjulgar quem ainda não atingiu etapas mais evoluídas. Acho feio sim, o cara viver uma ou duas experiêcias ao logo da vida e gritar aos ventos que é um rocker!

Posso hj dizer por mim que tive inumeras fases e estilos, sinto prazer desde a cachaça sentada na praça com amigos e violão até aos grandes shows com milhares de pessoas com esqueiros (ops, hj em dia são celulares) acessos cantando em coro uma balada ou fazendo uma roda de poggo, da mesma forma que não abro mão de uma boa jam com os amigos.

Já tive minha fase aborrecente que só gostava de balada de hard e metal, já curti legião, já me vesti e curti algumas coisas do grunge, punk, hard pop, metal, metal melódico,Progressivo Rock classico, power, trash e até seu death dark e viking metal eu tb tenho respeito.. depois fui involuindo, ou evolouido, o que pode ser dubiamente interpretado dependendo de se levamos os acontecimentos da nossas vida de acordo com a ordem cronológia que segue o Rock e seus estilos, genêros e vertentes, ou com o nosso próprio tempo e caminhos evolutivos. E buscando por coisas novas ou entender as raízes dessa filisofia de vida de ser "rock", cheguei no blues e coutry music americano que amo. Enfim, ainda sou parte da adolescente que curtia as baladas da MTV, que chora com don'r cry e i'll be there for you, mas curto Iron, death, jony Cash, Slease, Glam, AOR, Dio e os grandes montros do classic rock. da mesma forma que respeito as outras banda com as quais não me identifico tanto com o estilo, mas reconheço seus valores, aque de alguma forma tb me influenciaram am algum momento mesmo que negativamente ou pq marcaram, certos pts especificos de alguma vivências dais quais eu tirei a referencias de quem sou hj. Sou tudi aquilo que vivi, que gostei, que ouvi, com porcentagens diferentes, asm com os mesmo acionistas. E issi é pra mim, independente de ser rocker, poser ou metaleiro.. ISSO IMPORTA DE VERDADE NUM MOMENTO ONDE O ROCK GERAL PERDEU TANTO DA SUA FORÇA? Ser vc mesmo, gostar rock que é liberdade pura, que hj, discordando de vc, está mais longe da marginalidade das grandes massas e mais próximo de um grupo seleto que pelo menos em optou ouvir o que quer ao invés de simplesmente aceitar o que escutam por aí que a mídia oferece. Hj nós não somos mais moda, somos a vanguarda recriada lutando por um espaço. E se esses carinhas fazendo estilo que se acham os tais...deixe-mos que ele crescerem e amdureçam, ficarem ou se afastarem, pq uma hora eles caem fora e vão escutar hop hop e eletrônico, e pq até não axé?! Mas um ou dois podem se salvar, evoluir, aprender e realmente amadurecer idéias, dando continuidade ao movimento rocker que anda tão abandonado... Afinal, quem somos nós pra julgar? Todos já tivemos nossas épocas e tb já mudamos muito ...

"lIVE AND LET DIE" :)

Lêda Rocker disse...

Excelente comentário "Anonimo" seria muito bom se vc pudesse se identificar! Parabéns!

Calone disse...

Muito bom o seu blog Leda.. Sempre leio quando lembro.. Abraço do Calonense, O Metaleiro do Youtube

Lêda Rocker disse...

ô Metaleiro! Vc é sempre bem vindo!!! Nós te amamos!

Pelo Mundo

Publicidade

Pagina inicial